quarta-feira, fevereiro 14, 2007

Arnaldo e os grandes portugueses - #7 - Vasco da Gama

À personalidade Vasco da Gama temos 2 factos associados: a descoberta da Índia pelo mar e a medalha de bronze em ginástica no torneiro de El Pizo no ano de 1490

A descoberta da Índia foi determinante para a história de Portugal, mas sobretudo, para a própria história de Vasco de Gama, conhecido entre os amigos do berlinde e do pião como o “Aquário”

Amigo 1 – Ai Aquário, tens cá um abafador

Amigo 2 – Aquário....queres puxar o cordel do meu pião?

Estavamos no ano 1495. Laura da Gama, esposa de Vasco, estava a fazer um franguinho com caril pró jantar. Vasco, estava sentado na varanda a ver um grupo de crianças a estripar um gato

Vasco – Querida, vou ao pilhão....queres alguma coisa?
Laura - Pode ser um litro de leite. Ah! Espera...já agora caril que este acabou-se e quero fazer frango com caril pró jantar.

Vasco dirigiu-se ao supermercado que existia na altura, que era onde hoje é o Colombo.

[Nota adicional: Vasco de Gama tinha o hábito de chamar o seu carro pelo nome próprio. Começou por chamá-lo de João Pedro, mas este nome não era comum na época. Optou por chamá-lo de Bérrio. Este facto é totalmente irrelevante, mas prova a personalidade forte de Aquário]

Vasco da Gama tinha um pequeno defeito: tinha um péssimo sentido de orientação. Quando namorava com Laura (que morava no Cacém), das 200 vezes que foi lá, Vasco da Gama conheceu 200 caminhos diferentes. E mais uma vez, quando ele apanhou a estrada para o supermercado (naquela a que mais tarde iríamos chamar de 2ª Circular), perdeu-se. Quando deu por si, passava por Belém. Ora, todos sabemos que, depois de Belém, só podemos fazer inversão do sentido de marcha nos Açores. Quando deu por si, Vasco da Gama estava perdido no meio do mar.

Laura, aquecia uma malga de sopinha e chamava por nomes muito feios o seu esposo.

Vasco andou “dias e dias e meses e anos no Maaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaar”. Quando deu por si, ouviu uma voz a cantar. Olhou pró lado e, pasme-se.....tinha descoberto a Ana Malhoa. Ao seu lado, a descoberta surpreendente: a pequena Índia brincava perto da mãe. Vasco da Gama tinha descoberto o Caminho Marítimo prá Índía

Photobucket - Video and Image Hosting


Acabou por regressar a Lisboa em 1499. Laura pediu o divórcio. O frango, esse, tinha apodrecido

Outro feito de Vasco da Gama foi a sua habilidade prá ginástica. Desde pequeno provou ser muito dotado.

Arnaldo teve acesso a umas fotografias de um sarau feito por Vasco da Gama: Vasco contribuiu com o famoso “Pino à Gama” e a super famosa “Ponte Vasco da Gama”



Photobucket - Video and Image Hosting

3 Comentários:

Blogger Undisclosed Recipient disse...

Será esta história baseada em alguém? HM? Mau...

(Amei, como todas)

10:26 da tarde  
Blogger Jorge disse...

O giro é que este nosso "grande herói", segundo um almirante inglês, apenas seguiu mapas que já haviam sido feitos pelos chineses.
Toda a nossa glória resumida a um copianço.
Aqui começou a alma lusitana.

1:48 da manhã  
Blogger Apenas, o cidadão disse...

desconhecia esta história. enganaram-me!!! no 6º ano disseram que a Laura morava em Sacavem e não no Cacém.

bom, de qualquer maneira penso que não deverá ser eleito o grande portugues de todos os tempos. porque esse tipo já tem aquarios e pontes com o nome dele. e nós só reconhecemos os grandes muito tardiamente, como tal, o grande portugues será ao qual ainda não feita a devida homenagem.

11:50 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial