sábado, abril 05, 2008

Arnaldo e a música portuguesa menos boa ou dita de outra forma aquela música que sei de cor e salteado à mesma

Arnaldo mais do que gostar de música portuguesa, sabe de música portuguesa. E quando digo "sabe" digo que conhece de cor e salteado os refrões das músicas populares....de Amália a Nel Monteiro....de Tonicha ao Tony Carreira.

Este sábado, Arnaldo andou na "gaveta das memória", ou dito de outra forma, na "gaveta das cassetes cá de casa". E descobriu esta música que andou na boca de todo o fiel portuga nas festas de Verão. Apesar de não ser Verão, nem tempo de festas, descobri no Youtube o famoso vídeo.

A música chama-se "Mãe querida" e é cantada por:
» Luís Filipe Reis - o emigrante. O exemplo do machão de cabelo comprido e a mania que tem um vozeirão. Gosto particularmente do ar que ele tem a olhar pró microfone.
» Tony Carreira - 2 notas apenas...sem qualquer juízo negativo: que t-shirt é aquela e como é que ele consegue mexer-se tanto e nem um cabelo sai do sítio. Tony Carreira a modelo de perucas para homens que querem ser uma Manuela Eanes de calças
» Ágata » Mais do que a mãe a tia do grupo. Acho uma piadola aos brincos por baixo e ao fatinho Zara
» Romana » A mulher sem os piercings. E a acreditar no que têm tido as revistas....ouvir a Romana a cantar esta música tem cá uma ironia....
» Tozé Morais - aquele que quer dar ao grupo um ar de rock e moderno. Amigavelmente, gosto de o ver como o "agarradinho" do grupo
» Armando Gama e Valetina Torres - o casal...o resultado dos excessos dos anos 80

Eis a música e a letra para o lembrar as memórias:






MÃE QUERIDA
Mãe querida, mãe querida
O melhor que a gente tem
Não há outro amor na vida
Igual ao amor de mãe
Feliz de quem possa dizer
Que tem ainda quem lhe deu o ser
Feliz de quem possa contar
Com o seu regaço pra se aconchegar
Graças a Deus, que tenho ainda
Carinhos teus minha mãe querida
O teu consolo, compreensão
Tuas palavras cheias de razão
Dia da mãe devia ser
Todos os dias* sem ninguém esquecer
Santa mãezinha, nossa alegria
Abençoado o teu nome Maria**
Nunca na vida por coisa alguma
Eu vou esquecer que mãe há só uma
Feliz de quem possa dizer
Que ainda tem quem o viu nascer***

* Dia da Mãe todos os dias? Era para ajudar à festa não? Só em prendas e flores era um balúrdio
** Ah! cum catano....a minha não é Maria....Que faço?
*** No caso de cesariana....paciência...fica para a próxima...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial